NOTÍCIAS
Câncer de Pele
publicado em 14/02/2017


DASF e GAPC realizarão Ação de Combate ao Câncer de Pele, na APVE

Ação acontecerá no dia 23 e visa conscientizar os associados quanto ao uso do protetor solar e cuidados com pele

No dia 23 de fevereiro a DASF (Diretoria de Assistência Social e Farmácia da APVE) e o GAPC (Grupo de Apoio a Pessoas com Câncer) se unem novamente por uma boa causa. As equipes promoverão, na entrada de nossa associação, uma Campanha de Prevenção ao Câncer de Pele.

Tal qual a Campanha Novembro Azul, realizada no ano passado, a ação visa abordar nossos frequentes e associados da APVE, oferecendo materiais impressos com orientações e esclarecendo dúvidas quanto aos cuidados com a pele. Tudo isso acompanhado de um delicioso café da manhã, gentilmente cedido pela equipe da DASF. 

O objetivo é alertar dos riscos eminentes do câncer de pele, a importância do uso do protetor solar e como usar o cosmético corretamente.

Participe!

A Campanha da APCE e GAPC de conscientização ao Câncer de Pele acontecerá no dia 23, a partir das 9h, a ação é aberta para todo o público. Informações 3925-5202 

Equipes da DASF e GAPC já realizaram ação conjunta em novembro do ano passado 

Conscientização

Especialistas afirmam que o câncer de pele é silencioso, não tem dor, não tem sintoma e pode ser descoberto num olhar. Por isso, ser o "detetive do próprio corpo" é muito importante e pode ajudar na detecção precoce da doença. O autoexame deve ser feito a cada seis meses, procurando por pintas, casquinhas, feridas que não cicatrizam e lesões que sangram espontaneamente.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de pele é o mais comum de todos os tipos da doença. Dermatologistas chamam atenção da população para os sintomas e grupos de risco que possuem maior disposição para a doença. Eles indicam que, caso o paciente se enquadre em algum dos itens, procure o atendimento médico imediatamente. Confira a lista:

- Pessoas com casos de câncer pele na família;

- Pessoas que tiveram mais de seis queimaduras de sol durante a vida;

- Pessoas com mais de 50 pintas no corpo;

- Pessoas com pele muito clara, mais propícias a ficar com pele queimada do que bronzeada;

- Pessoas com feridas que não cicatrizam;

- Pessoas com pintas no corpo que mudam de cor ou crescem;

- Pessoas com mais de 65 anos.





APVE - Associação de Pioneiros e Veteranos da Embraer. Todos os direitos reservados